A presença em Coach: como você expressa sua presença vulnerável frente ao cliente?

Qual é o nível de consciência da sua presença durante o processo de coaching? Do mesmo modo, qual é o seu grau de vulnerabilidade diante do cliente? Você é capaz de avaliar com franqueza essas questões? A partir da sua resposta é que surgirão as pistas necessárias para entendermos mais a fundo quanto congruente você está sendo no exercício da sua função. Reflita.


Minha experiência com formação, treinamento e supervisão de coaches, apoiada nos estudos de Carl Rogers, psicólogo americano e autor do método científico conhecido como Abordagem Centrada na Pessoa, me fez observar mais atentamente esse tema e a notar como de fato a presença atenta é um elemento importante para o crescimento mútuo dessa relação. Reconhecer as reações que ressoam em si durante o processo reflete na capacidade de descobrir maneiras de encontrar a realidade de modo integral. Em outras palavras, converge para uma atitude autêntica de atuar com mais empatia, libertando-se da forma hierárquica convencional e estreitando a jornada para um comportamento mais humano e participativo da experiência de crescimento do cliente. Isso faz sentido para você?


Como manter alinhado pensamento, sentimento e comportamento? Como se manter vulnerável, aberto e ao mesmo tempo inteiro?


O engajamento verdadeiro contribui para que o cliente fique mais aberto às mudanças necessárias e esteja menos na defensiva durante o processo. O que torna a relação mais perto da realidade e mais distante de qualquer julgamento implícito ou explicito partindo de ambos. Quanto maior for o nível de empatia, maior será a chance de obter sucesso no trabalho com ele. Isso só será possível atingir se você realmente estiver presente e envolvido sem ressoar julgamentos ou conselhos.


Apenas aceite-o como ele é e auxilie para que ele se conscientize e assuma as responsabilidades pela mudança. A aceitação positiva incondicional implica lidar com seu jeito de ser e estar no mundo, sem querer moldá-lo ao nosso desejo. O objetivo é apenas estimular ações para que ele encontre as suas próprias soluções. Esteja lá com o cliente no que eu chamo de presença vulnerável, você contém o campo, o espaço da sessão; você domina a técnica, mas está aberto vulnerável para o que vai se desenhando na interação entre você e o cliente, em uma interação absolutamente atenta, ouvindo e se expressando com o corpo inteiro. Algumas dicas para fortalecer este tipo de presença:


1. Domine a técnica, mas aceite que você não está no controle;

2. Atenção plena ouça, com o corpo inteiro;

3. Contenha o campo crie as condições para a manifestação de ambos em total liberdade, preste atenção ao que não está sendo dito, bem como ao que você ouve;

4. Seja consciente dos seus julgamentos. Não repasse ao cliente;

5. Desafie o cliente para encontrar as suas próprias soluções;

6. Evite falar das suas experiências.


É indispensável acatar como as pessoas veem o mundo e assimilar com o que elas se conectam. A abordagem em presença plena sugere que os clientes têm as respostas dentro de si e enfatiza o relacionamento entre coach e cliente. Você não interfere e não deixa que o modo dele interfira na sua ação. Agindo assim você criará a atmosfera ideal para o desenvolvimento e fortalecerá a relação de confiança.


Ainda destaco que no livro A Nova Alma do Negócio, Tom Morris, autor, reitera que o fator mais importante na liderança empresarial é o relacionamento. A afirmação confirma a importância de uma parceria ativa onde a comunicação (o que se está expressando), a experiência (o que está ocorrendo em nosso campo) e a tomada de consciência (o que se está percebendo) sejam semelhantes e sem ingerências. De tal modo que nossas observações e as de um observador externo seriam equivalentes. Esse é o indicativo máximo.


Como você tem observado a sua presença atuando como coach? De que forma você avalia se o seu cliente não está se transformando no que você deseja que ele seja? Quais elementos identificam que você tem atuado de forma integral?


Se deseja ter apoio de coach profissional ou supervisão para se desenvolver e amadurecer neste tema, entre em contato: jorge.dornelles.oliveira@ggnconsultoria.com.br Whats app (11) 96396.9951



Leia também:


Neurociências, Psicanálise e a Psicologia Positiva

https://www.jorgedornellesdeoliveira.com/post/2017/11/29/neuroci%C3%AAncias-psican%C3%A1lise-e-a-psicologia-positiva


O Professor Corona e o Exercício da Presença

https://www.jorgedornellesdeoliveira.com/post/2020/04/24/o-professor-corona-e-o-exerc%C3%ADcio-da-presen%C3%A7a


Jorge Dornelles de Oliveira

Junho de 2021


#coach #coaching #presencaemcoaching #vulnerabilidade #mindset #comportamento #pensamento #desenvolvimento #desenvolvimentopessoal #abordagemcentrada #carreira #sentimento #aceitacao #positividade

56 visualizações0 comentário
</